26/04/2005

CÊ TÁ PENSANDO QUE EU SOU LOKI, BICHO?

Estou me tornando um velho hippie. Minha mãe já é uma velha hippie (ai, ela vai ler isso e me matar). Até gravei Joni Mitchell pra ela ficar ouvindo enquanto planta árvores frutíferas em sua casa no meio do mato. Hahaha.

Mas minha "hipiesse" não termina em Joni Mitchell. Agora estou ouvindo o catálogo todo do Arnaldo Baptista, fora o Júpiter Maçã, e outras coisas MPB menos psicodélicas, Marina Lima, Eduardo Dussek...

Como diria o próprio Arnaldo, "não gosto do Alice Cooper, onde é que está meu rock and roll?!!! Eu vou voltar pra cantareira!" Haha.

Fiquei sabendo que o Arnaldo Baptista também é fã de Liszt. Só podia, para tocar piano como ele toca... Meu primo, Eduardo Nazarian, que também é músico e pianista, considera Liszt um "compositor menor". Que seja, eu quero ser um "autor menor "como ele. E isso é o que tenho a dizer para quem torce o nariz para meus exageros. Tem gente que gosta de sorvete de limão, mas eu quero mais marshmallow no meu sundae.

Mas nem ando tão exagerado assim, vai. Até estou escrevendo um conto "hippie" para uma antologia que deve sair no segundo semestre. É um conto baseado num poema do Alphonsus Guimaraens (esse mesmo, lógico). Eu pensei em pegar um poema do Álvares de Azevedo, mas seria ainda mais clichê para mim.

Bem, clipping:

A assessoria da Planeta me avisou que já saiu a resenha no Diário Catarinense, embora eu não tenha conseguido ver. E me passou uma resenha no Jornal do Comércio de Porto Alegre, que eu não tinha visto. Também peguei uma ótima resenha na Carta Capital desta semana, assinada por Miguel Sanches Neto. O único problema é que as duas últimas resenhas (JC e Carta) contam TODA a história do livro, estragam TODO o mistério. Eu não recomendo para quem não leu "Feriado" ainda....

E POR QUE VOCÊ NÃO LEU "FERIADO" AINDA?

Mais um lançamento nesta sexta, em Santos, na Livraria Realejo, 19h. Esse vai ser especial, porque vou fazer minha leitura teste multimídia, com um conto para o qual Diogo de Nazaré fez trilha e eu fiz intervenções vocais. Coisa de artixta, saca?

Ah, já tô com saudades de Porto Alegre... Meu coração ficou por lá...

Peraí que tem um rinoceronte atravessando na minha frente.

Bem, nesta quarta tem OUTRO show do Placebo. Eu vou. Vamos lá. Brian Molko não merece, mas quem sabe assim eu não volte a pintar os olhos para ver as estrelas.

VOTUPORANGA, SÃO PAULO, SÃO ROQUE E FIM!

Quinta agora, com Reynaldo Damázio. Se há algo de que não posso me queixar este ano é dos eventos. Antes mesmo de lançar o livro novo o...