15/03/2006

QUEM QUER BRINCAR COMIGO PÕE O DEDO AQUI!

Ontem provei do arroz de carreteiro mexicano de Cristiane Lisboa. Nos reunimos todos, escritores emergentes, na casa dela, com a presença célebre de minha agente, Ray-Güde, que está no Brasil para a Bienal, para assistir a reprise do Jô. Só mesmo muita vodca para não me constranger. Mas meus dotes de barman foram questionados, haha. A Ray não conseguiu beber minha caipirinha de carambola com Kiwi, e olha que os alemães são bons para essas coisas...

Hoje tenho mais uma caralhada de emails e scraps de gente que viu o programa. Tudo bem, desta vez eu já estava preparado, e acho que foi mais suave do que da primeira vez. Mas ainda acho muito esquisito. Todo mundo querendo "ser meu amiguinho" . Vale pelo carinho, tem algumas mensagens bonitinhas, mas e os livros? Fui no programa para divulgar isso. Daí recebo aquelas coisas esquisitas escritas em minxinguês: "Mi add, axei vc d+, kero ler seu livro". (Esse povo sabe ler?)

O orkut é lerdo, sempre dá pau, eu não quero chegar aos 1000 amigos e ficar recebendo spans idiotas. Nem dá para responder os scraps (e muitas vezes eu não tenho o que responder). Então só leio mesmo.

Mas para os razoáveis, que perguntam onde acham os livros, respondo: Existem lojas especializadas nesse comércio, chamadas de livrarias. Haha. E geralmente, quando elas não têm o livro lá, fazem encomenda. Isso é normal. Uma livraria raramente tem um grande estoque. Geralmente elas só têm os lançamentos e bestsellers. Livros de catálogo dependem de encomenda...

Ou podem ser facilmente pedidos pela net: www.submarino.com.br; www.livrariacultura.com.br; www.saraiva.com.br; etc, etc.

Também podem ser encontrados na Bienal, principalmente no estande da Planeta. Eles andam escondendo meus livros, talvez por eu ter assinado contrato com a concorrência. Sábado nem tinha "A Morte Sem Nome" exposto, só "Feriado de Mim Mesmo". Mas quero acreditar que depois do Jô eles corrigiram isso. E você pode e deve ir lá, pedir. Afinal, eles não querem ficar com meus livros encalhados, querem?

Eu mesmo só tenho "Olívio", meu primeiro, para vender aqui. Esse é mais difícil de encomendar nas livrarias, porque saiu por uma editora pequena. Então mando autografado por 21 reais, para todo Brasil. É só fazer depósito na minha conta e confirmar mandando o endereço. Para pegar os dados da conta, escreva para santiagonazarian@gmail.com

Aqueles que querem saber mais sobre os livros, podem ler nos links aí no canto superior direito da tela. "Mastigando Humanos" é o próximo lançamento, previsto para agosto, que ainda não estava pronto quando fui ao Jô, por isso não falei nele. E ainda não posso dar detalhes.

Hum... que mais? Quem quiser amostra grátis, pode ler os contos que estão linkados, também no canto superior direito da tela. Ou podem ir me ver na Casa das Rosas, na Paulista, dia 8 de abril, sábado, 18h. Vou ler um conto meu de terror, algumas outras coisas e responder eventuais perguntas do público. É uma boa oportunidade para quem for de São Paulo me encontrar. Podem levar livros para eu autografar, claro. Não autografo guardanapos. haha.

Meu iguana continua me tratando com indiferença, isso é o que me impede de ficar esnobe.

Valeu pelo carinho. Obrigado pela atenção.

FIM DE SEMANA DO TERROR

A turma.  Passei os últimos dias trancado com uma dúzia de malucos, num sítio afastado, sem sinal de celular e internet. O “Fim d...