16/09/2006

CROCODILO? NÃAAAAAAAAAAAAAAAAO!!!






Opa, neste sábado pipocaram resenhas ótimas sobre "Mastigando Humanos". No Globo deu capa do caderno de literatura, inclusive com chamada na capa do jornal e matéria de duas páginas. Senti um tom levemente venenoso em algumas passagens, mas só o espaço já vale tudo, e a crítica da Beatriz Resende foi ótima:

"Dono de uma erudição extraordinária, Nazarian já surgiu premiado."

Quem vê pensa.

Miguel Conde, que assinou a matéria, se aprofundou bastante em alguns pontos. E eles ainda fizeram belas ilustrações do livro (cuidado, Marco Túlio, estão querendo roubar seu emprego...)


A Folha também publicou uma resenha legal. Não ótima, mas boa, assinada pelo Adriano Schwartz. Só tem um erro graaaaaaaaaaaaaave, colocam que o livro é narrado por um CROCODILO. Putz, que bangolice. O livro aponta váaaaaaaaaaaarias vezes a diferença. E nem existem crocodilos no Brasil. Sério, pode parecer bobagem, mas biologicamente trocar jacaré por crocodilo é mais errado do que dizer que um livro narrado por um homem foi narrado por um chimpanzé! E ISSO TAMBËM É DITO NO LIVRO! Hehe

Mas bobagens, valeu bem a resenha, tem um espaço legal e uma foto minha tirada na cobertura da Fabie.

Também saiu resenha na revista Época. Curtinha. Mas ótima, assinada pelo Guilherme Ravache. "A Obra comprova que Santiago é um dos mais inspirados autores da nova geração."

Muito obrigado.

O Mix Brasil colou no ar, na integra, a entrevista que fizemos para o videorelease do livro. São dez minutos, basicamente eu contando um pouco o processo do livro. Quem dirigiu e editou super bacana foi meu grande amigo Nicolas Graves. Para assistir só precisa de Media Player:

http://mixbrasil.uol.com.br/mp/upload/noticia/10_113_52284.shtml

É isso. Espero que o livro continue bem, porque sou menino sensível, me magoo, me chateio e me suicido.

Ah, fui ver "Cachê" e não entendi o final.

LEVE NEVE

Com minha herdeira, a Trevosinha Valentina.  Lançamento ontem em São Paulo. São Paulo é o que conta - é minha casa, minha base, daqui...