22/09/2007

FORMIGA MENTAL




Logo da empresa que acabei de abrir com minha mãe. Foi inevitável, ninguém mais aceita nada sem nota e eu não podia mais pegar notas de amigos, conhecidos, indicados... Eu queria que a empresa se chamasse "Formiga Mental", mas dona Elisa Nazarian optou por algo mais familiar... Quem criou o logo foi meu querido amigo André Coelho, de Curitiba.




Hoje é dia de andar sem carro, né? Acho bom. Aliás, acho que devia ser bem mais restrito o uso de carro. Carro é para profissionais. E as pessoas não conseguem andar quinze minutos a pé, é um absurdo. Eu faço tudo a pé. Prefiro andar uma, duas horas do que pegar táxi ou ônibus. Até porque mantém o shape.

Já tive carro. Foi roubado há quase dez anos. Depois, nunca mais. Hoje em dia nem carta mais eu tenho. Acho impossível dirigir em SP. Mas gostava de pegar estrada...

Falando em estrada...

Bienal do Rio foi ok. O debate em si foi chatinho, desanimado, meio vazio, horário ingrato naquele fim de mundo, não teve interação nenhuma entre os autores, muito menos com o público. O tema era interessante, mas não rendeu muita discussão. Acabou que eu não tinha muito o que dizer sobre o que era perguntado...

Mas valeu pelos (poucos) leitores que apareceram. Gente da melhor estirpe.

O grande leitor Christian veio para provar que ainda sou um rapaz franzino... E me deu de presente um belo livro da (poeta) Alejandra Pizarnik.

O hotel em que me hospedaram era um absurdo. Meu quarto lá era maior do que este apartamento, com sala de estar, lavabo, banheiro, quarto de dormir, duas TVs e o caralho... Aliás, no quesito hospedagem a Bienal do Rio é sempre matadora.


Meus amados da Nova Fronteira.


Já Campinas... Não aconteceu! Fomos eu, André Fischer e Duílio Ferronato. Nos perdemos horrores na estrada. Chegamos mais de uma hora depois e o evento já havia sido cancelado.

Daí demos um giro por Campinas, fomos num barzinho e voltamos bem bonzinhos pra SP.



Nós, quando finalmente chegamos ao shopping em Campinas...


Este final de semana será aqui em SP, finalmente. Sabe o que tem pra fazer?

Deixo um vídeo pra vocês, da Catherine Ringer destroçando a senhora Johnny Depp:

Ah! Devo dizer que estes dias vi o melhor programa da televisão brasileira. TELA CLASS, com Hermes e Renato dublando toscamente os filmes mais toscos da história. Passa na MTV.

Também tem no "Youtube". Procurem "Memórias de um Ninja Loki", meu favorito.

VOTUPORANGA, SÃO PAULO, SÃO ROQUE E FIM!

Quinta agora, com Reynaldo Damázio. Se há algo de que não posso me queixar este ano é dos eventos. Antes mesmo de lançar o livro novo o...