14/05/2008

DEMONOS IGNÔMIOS








Eu metia porrada nessa Aninha...



Em plena semana de inferno astral, os Demônios Tecnológicos resolveram me aloprar e tive pau no Outlook, todos os emails perdidos, tilt no celular, tilt no Ipod. Vou chorar, gritar e chutar os blocos.



Ou rezar para os Gnomos da Assistência Técnica. Eles não aparecem de vez em quando por aí? Por aqui, faz tempo... Mas vez ou outra um equipamento falecido volta a funcionar, uma máquina emperrada desemperra. Estou precisando deles novamente. Gnomos, me salvem dos Demônios!


Por falar nisso, meu livro novo se chamará "Macumba na Selva".


Entreguei já "O Prédio, o Tédio e o Menino Cego" para a Nova Fronteira. Daí lembrei a falta que faz. Por mais que a história estivesse pronta há tempos, quando você ainda tem livro pra entregar ainda sente que tem um filho em casa, que ainda pode ajudar na nutrição, que ainda pode alimentar. Basta entregar, que você se sente abandonado, viúvo, órfão, sozinho. E agora? Então me lembrei por que sempre começo um novo livro. Então me lembrei por que insisto. É bom ter algo (ou alguém) a retocar toda noite. O mais gostoso mesmo é esse espírito de criação - porque lidar com editora, com público e toda a expectativa da publicação é muito tenso, é muito frustrante.... Vou começar o próximo livro agora mesmo. Mas espero não publicar nada nos próximos dois, três, QUINZE anos...


Mas quem está falando no próximo, não é mesmo? Você nem viu as 400 novas e sensacionais páginas que tenho a oferecer ainda este ano... nos próximos meses...


O PRÉDIO, O TÉDIO E O MENINO CEGO

Porque eu sou construtor!



No mais, minha atual maratona pessoal agora é Heroes. Ganhei a caixa. Já vi metade da primeira temporada. Está roubando minhas preciosas horas de leitura durante a madrugada. (Bem... antes isso que "Supernatural".)


No momento, ouvindo a trilha sonora do Cymbeline:


How brave the promisse is
And lingers sweet the departure kiss
How slowly the soul sails
And, oh, how swift the ship!

Lindo!



(Ilustrações que abrem o post de "Eu Sou Construtor", livro infantil de Patryck Mayers. Ilustrações de Lucy Hawkinson.)






UM ANO TREVOSO

Saindo do poço... Não foi fácil para ninguém, não se engane. Não foi fácil para mim. Estava revendo há pouco minhas retrospectivas de a...