05/10/2008


UM DIA A GENTE CHEGA LÁ...



Agora posso revelar meu voto?


Votei na Soninha, claro. Não só ela não deixa dúvidas quanto à integridade, como é a que tem um discurso mais coerente, humano, e ainda não se rendeu à hipocrisia da vida política.



Achei até aflitivo a forma como ela usou o pouquíssimo tempo que tinha na TV (tanto no horário eleitoral quanto nos debates) para explicar a sério problemas, propostas e alternativas para a Prefeitura de São Paulo. Outros candidatos, com muito mais espaço, continuavam repetindo frases de efeito, bordões demagógicos e refrões engraçadinhos. Tinha medo de que a Soninha pudesse estar sendo explicativa demais, quando o povão só queria ver em letras garrafais: SAÚDE! EDUCAÇÃO! SEGURANÇA!

De qualquer forma, o resultado taí. E acho que foi um ótimo resultado. Soninha cresceu bem nas pesquisas. Está se consolidando como uma candidata real. É uma idiotice deixar de votar nela porque ela não tinha chances, ou mesmo porque você queria que a Marta subisse. É preciso pensar no voto também como um investimento a longo prazo, ajudando a fortalecer um candidato menor, para que daqui a alguns anos ele tenha reais chances, para que se ganhe novas alternativas. Faz parte do próprio processo de experiência que esses novos candidatos têm de passar, para terem capacidade de governar.

E não tenho dúvidas de que a Soninha pode chegar lá.

Eu mesmo já conversei bastante com ela. Viajamos juntos uma vez, participamos de um debate em Ribeirão Preto. Ela não só se mostrou séria, consciente e lúcida, como queridíssima. Gente real, como a gente.. ou como você. Ela foi no lançamento do meu último livro. Até me deu de presente um livro do Fante.

Tenho medo de imaginar o que o Kassab lê...

Tá certo que também tenho certa relação “pessoal” com a Marta. Nós votamos na mesma seção eleitoral. O filho mais novo dela, João, era bem amigo da minha irmã, freqüentava nossa casa. E eu até já tive certa amostra pessoal de honestidade dela. Há uns 15 anos, ela estava atrás de mim na fila das Lojas Americanas (hahaha, é verdade!) eu deixei cair dez real do meu bolso, a Marta pegou e me devolveu (haha, sério mesmo, juro, juro!)

Já o Maluf... uma vez estava atrás de mim na fila das Pernambucanas e...

Deixa pra lá.


Gostei que muitos dos candidato que estavam aí - Soninha, Marta e Kassab inclusos - mostraram-se aliados das causas GLBT, mesmo quando questionados (ou pressionados?) por evangélicos. Resultado do quê? Ideologias pessoais? Pode ser... Mas também me faz pensar na influência que pode estar tendo a Parada Gay. Ou a influência que os DOIS MILHÕES E MEIO de eleitores presentes nesse evento (sejam gays ou não, se estão na parada, ao menos são simpatizantes) podem agora estar fazendo nas escolhas políticas dos candidatos. Pois é, além de toda festa, purpurina e putaria, a parada vai colhendo frutos positivos.


(Aliás, última vez que falei com a Soninha foi na Parada. Cruzei com ela na rua, rapidinho, ela estava lá, de pé no chão, como a gente...)

Outro resultado bem positivo dessa eleição achei o fortalecimento do PV (principalmente no Rio, com o Gabeira). Votei no PV aqui, para vereador. Você sabe, nestes tempos apocalípticos, precisamos cada vez mais de consciência ambiental no poder.

Mas enfim, que consciência tenho eu?

Só quero me esquecer...



"Eu não devia me preocupar. Não me preocuparei, não me preocupo. Não serei eu o afetado pela explosão nuclear deflagrada por eles. Ficarei como as baratas, para catar as migalhas do último pacote de batatas-fritas."



Nada mais sei.

LEVE NEVE

Com minha herdeira, a Trevosinha Valentina.  Lançamento ontem em São Paulo. São Paulo é o que conta - é minha casa, minha base, daqui...