21/08/2009

A FORÇA DE CLEO


Liz.

Acabei de voltar dos Satyros, na reestréia da peça "Liz", do cubano Reinaldo Montero, que eu ainda não tinha visto. A peça é uma visão bufonesca do reinado da Rainha Elizabeth, no século XVI. Clássica, lúdica e com as pitadas kitsch dos Satyros, LIZ é um ótimo exemplo do teatro que eles vêm fazendo há tempos na praça Roosevelt, que já foi considerado marginal, já foi considerado transgressor, já virou cult e agora permanece como uma das grandes forças do teatro paulistano.

Além disso, ,LIZ é uma demonstração de força de uma diva inconstentável, minha querida Cléo de Páris, que faz a Rainha (e que Rainha).

O texto também é ÓTIMO.

Vai lá: Sextas e sábados, 21h, no Satyros 1 (Praça Roosevelt 214).

FIM DE SEMANA DO TERROR

A turma.  Passei os últimos dias trancado com uma dúzia de malucos, num sítio afastado, sem sinal de celular e internet. O “Fim d...