20/08/2009

"JOHNNY DEPP ME INCORPORA"

Não, esse é Simon Van Booy, escritor de primeira (e praticamente um dublê de Depp).

Recebi ontem aqui o primeiro livro de Simon Van Booy, A Vida Secreta dos Apaixonados, que traduzi para a Saraiva/Arx. É um livro de contos muito delicados, bem bonito. Reproduzo a orelha, que também é assinada por mim:

Um órfão oriental é criado com devoção por um sensível ex-presidiário; um imigrante russo tenta vencer seu medo do mar; um homem solitário se apaixona por um manequim; e um sapateiro planta macieiras sobre o asfalto de Nova York.

Nestas e nas outras histórias deste livro, visualizamos com o olhar sensível de Simon Van Booy os rituais cotidianos dos apaixonados. São paixões amadurecidas, sofridas, por vezes infrutíferas, mas sempre delicadas. Em Paris, Roma, Nova York, numa pequena vila do País de Gales, flagramos instantes de vidas que correm em paralelo, num conjunto de 18 contos que formam uma saborosa unidade.

“Minha esposa é surda. Uma vez ela me perguntou se a neve faz algum barulho quando cai, e eu menti”, diz um dos personagens, enquanto tenta superar a perda da mulher. E essa é uma boa ilustração do talento de Van Booy, um jovem autor inglês que já surgiu para se tornar um clássico, que dá voz aos esperançosos e faz música com o cair da neve.


"A Vida Secreta dos Apaixonados" já está à venda. E eu já estou traduzindo o segundo livro de Van Booy - "Love Begins in Winter" - também para a Saraiva.

COMEMORAÇÕES

Fim de semana em Maresias.  A neve enfim chegou. Semana mais fria do ano no Brasil coincidiu com a publicação de meu nono livro, Nev...