20/03/2010

"EU SOU A MENINA DESTE NAVIO "


No centro do convés, o menino...


Sebastião há muito não pisava num navio. Tentou calibrar os olhos, calibrar os pés, sentir o mar movimentando-se lá embaixo e deter a oscilação de seu próprio corpo ancorado. Mareado. O velho pescador subiu no navio e avistou sua casa tão pequena, sua ilha tão perdida. Seus sonhos à deriva e, no centro do convés, o menino.

Miranda Poente há muito estava encalhada na mancha negra do mar. Sem peixes nem possibilidades. O barquinho pesqueiro de Sebastião atracado a cracas. Sua barraca à vista de vista nenhuma. Ele e sua esposa vendendo cerveja, vendendo torresmo, vivendo de um bar pequeno quase sem clientes, praticamente sem peixes, sem camarões consistentes nem iscas de mariscos para servir aos turistas. Sem temporadas. A riqueza do petróleo, as promessas de outrora se dispersaram numa mancha ocre por toda baía. Ninguém entrava, ninguém saía.

Até a visita de um navio fantasma.


Trechinho de conto do meu próximo livro, para você ver que minha ilha interna continua a mesma...


- Estou em SP, mas já saí de São Paulo. Fui pro interior, para a casa de campo dos Nazarian. Veja só, agora tenho uma casa de campo, uma casa de praia e uma casa de zona!

- Fico no estado até o final da próxima semana - arrumando malas, transferindo correspondência, tentando cancelar a Net... Daí volto pra Santa Catarina.

- Os trabalhos continuam por aqui e continuarão por lá. Aliás, estou traduzindo um romance bárbaro do Ali Shaw - um jovem autor britânico - "The Girl with the Glass Feet," para a Leya.

- O ritmo de tradução, pareceres e resenhas vai ter de continuar intenso, mesmo à beira-mar. Afinal, não estou tirando feriado de mim mesmo, nem posso me dar ao luxo de viver tirando cracas dos pés. A riqueza do petróleo permanece como uma promessa futura. Espero que próxima.

- O melhor ovo de páscoa deste ano, até agora, é o Branco com Damasco do Pão de Açúcar (isso, a marca do supermercado), e olha que já comi alguns ovos de páscoa... O preço é bem ok. R$30, meio quilo.

- Esses dias descobri o Chris Corner, do Sneaker Pimps e IAMX. Muso instantâneo. Me esforcei para gostar do som... mas não consegui. Então fica valendo só pelas fotos.

Manda um desses lá pra Barra!

COMEMORAÇÕES

Fim de semana em Maresias.  A neve enfim chegou. Semana mais fria do ano no Brasil coincidiu com a publicação de meu nono livro, Nev...