16/05/2012

O QUE ANDA LENDO?

Leo Dias, agente de modelos.


Nazarian: Boneco, o que leu recentemente?

Dias: Faz um tempinho li novamente Hell, por Lolita Pille. É bom. A história pode parecer meio fútil, mas retrata o drama de uma pobre menina rica francesa que testa seus limites. Me prendeu a atenção. Depois vi o filme e achei fraco. O livro é mais rico em detalhes.

Nazarian: Viu a peça, do Babenco, com a Barbara Paz?

Dias: Não vi... Estou realmente precisando de um tempo para ir ao teatro e ao cinema.


Nazarian: Hum, já sei para o que te convido... E o livro. Você morava em Paris, não? Você se identificou? Haha

Dias: Hehe. Tentei imaginar algumas cenas descritas na Av. Montaigne ou Champs Elysees. Paris é clássica e sempre igual, não muda. Hehe.

Nazarian: Mas como scouter você devia conviver com umas meninas bem no naipe da autora/personagem, não?

Dias: Sou agente. Scouter é quem procura modelos, eu cuido da carreira delas. Mas as meninas modelos normalmente optam pela carreira pela grana mesmo. Menina rica, de berço, não tem interesse em levar uma careira de incertezas, à sério.

Nazarian: Bacana. Por isso vão lá nos cafundós do sul tirar as meninas...

Dias: Hehe. Quase isso.

Nazarian: Tem um livro que é meio uma versão masculina... e gay [do Hell]. Ilusões Pesadas, do [francês] Sacha Sperling.

Dias: [...]

Nazarian: Na questão da futilidade e consumismo é meio o oposto, mas o niilismo é o mesmo.

Dias: [...]

Nazarian: ...talvez você goste...

Dias: [...]

Nazarian: VOCÊ TEM DE RESPONDER! SENÃO O BATE-PAPO NÃO ACONTECE!!

Dias: Haha, desculpe, amore. Tocou o telefone aqui. Estou na agência.

Hell foi publicado pela francesa Lolita Pille em 2003, aos 19 anos, baseado em sua vida, e é uma crítica ao modo de vida dos jovens parisienses, mergulhados nas drogas e no consumismo. No Brasil, foi publicado pela Intrinseca.


COELHA VAMPIRA

Ilustração de Marcos Garuti para meu conto, na Revista E.                  Na noite de 28 de março de 2017, o escritor gaúcho João ...