08/09/2014

VILAS E FESTAS


Com João Silvério Trevisan, em Paranapiacaba

Participei neste final de semana da 1a Fliparapiacaba, uma festa literária na lindíssima vila inglesa da serra do mar. Minha mesa com João Silvério Trevisan e Fabiano Calixto, mediados pelo Eduardo Sterzi, tratou de tradução literária, as realizadas por nós mesmos, o trabalho do tradutor como um todo e as traduções feitas de nossas obras. Bacana que éramos três autores-tradutores com perfis bem diferentes. Calixto é tradutor de poesia, Trevisan tem traduções literárias pontuais e eu tenho um trabalho de dia-a-dia com a tradução mais comercial. Apesar de ser numa manhã de domingo, teve um público bem razoável. 

Nossa mesa. 

Também consegui ver a mesa de crítica literária com o Manuel da Costa Pinto e Ricardo Lísias, mediados por Reynaldo Damazio. Foi uma conversa mais quente e interativa com o público (até por terem espertamente descido do enorme palco do Clube Lira e se aproximado fisicamente da plateia). 

A mesa deles. 

Passamos (eu e Murilo) o domingo todo na cidade e conseguimos dar uma volta pela estação de trem abandonada, a igreja, o museu. Deu vontade de passar mais tempo, dormir ao menos uma noite, fazer trilhas...









Murilo menino sapeca.  


E o fim de semana ainda teve a grande festa do Cidade Matarazzo, na sexta. O antigo hospital abandonado aqui do lado de casa foi invadido por artistas, performances, shows e instalações. Estava cheio demais - teve tumulto na entrada, vários "VIPs" não conseguiram entrar (porque basicamente todo mundo era "VIP"), mas nós que chegamos cedo não tivemos grandes problemas. Encontrei muitos amigos, toquei piano vi muita coisa e tudo ficou mais insano com o open bar de Absolut. Lembro que lá pelas tantas da madrugada estávamos num tour pelo labirinto do necrotério - que foi transformado numa instalação a lá "noites do terror" pelo Zé do Caixão e que ficou mais assustador com o bando de gente bêbada perdida por lá, umas meninas apavoradas, uns atores de saco cheio...

Eu de pianista. 




Murilo de anjo. 

E no próximo fim de semana estarei em EXTREMA, outra cidade lindinha, fronteira de São Paulo com Minas, também no primeiro Festival Literário de lá. Tenho uma mesa no sábado - apresentando Garotos Malditos para estudantes e uma no domingo, sobre literatura de terror com a Giulia Moon. Del Fuego, Carrascoza, Cadão Volpato e outros também estarão na cidade, o que deixará tudo mais gostoso.

Programação completa aqui: http://extrema.mg.gov.br/destaques-capa/festival_literario_de_extrema/


 A festa continua...

ESTRADA

Não sei porque colocaram só meu sobrenome, mas achei chique.  Finalmente o ano está começando para mim. Já voltei para São Paulo e sem...