15/12/2015

BURIED ALIVE BY LOVE

HIM, sexta passada, no Carioca Club. 

Não sou lá muito fã de show. Nunca fui. Prefiro ouvir música em alta qualidade, em casa ou nos fones de ouvido, acabo indo só nos shows de artista de que gosto muito.

Este ano não assisti a quase ninguém. Esperava ansiosamente o show da Sinéad O'Connor em agosto - que já suspeitava que não fosse acontecer. Ela anda louca de pedra e cancelou semanas antes do evento. Morrissey também eu nunca vi; fiquei sabendo dos shows dele bem em cima e desisti. Semana passada fiquei sabendo do show do HIM, vi que tinha uma promoção da Kiss FM no Facebook sorteando ingressos, participei e ganhei horas depois, fácil assim.

Já tinha visto um show do Peter Murphy no Carioca Club, e tinha achado o som ok. Mas sexta agora estava muito, muito ruim, tudo uma maçaroca grave só. A banda também não ajudou - pau mole, tocando no piloto automático, sem grandes performances. O vocalista Ville Valo está em boa forma física e vocal, mas parecia sem saco nenhum de estar lá, tanto que nem deu bis. Blasé, mal falou com a plateia, conversava com a banda de costas para o público, mal se movimentou. Pau no cu.

Tudo bem que nunca fui grande fã de HIM. Acompanhava mais no começo dos anos 2000, quando estudava finlandês; tenho três álbuns e um DVD; cheguei a ver o Ville Valo uma vez na rua em Helsinque, rapidinho. Para mim eles foram uma espécie de precursores do emo - com o que eles chamam de "Love Metal", um som pesado com letras melosas e títulos como "Join in me in Death", "Your Sweet Six Six Six" e "Buried Alive by Love" (das minhas favoritas). Daquelas coisas divertidas, mas que a gente sabe que é de gosto discutível.

Infelizmente o show só piorou minha imagem em relação ao som dos caras. Eles tocaram todas minhas favoritas que eu esperava ouvir, sem o menor tesão. E para o Murilo, que não conhecia, foi decepção total.

Ainda assim, como fomos de graça, valeu. Me fez ficar com vontade de ir mais em shows, na verdade. Melhor do que o som deles foi ver a animação da plateia cantando junto, essa energia que só se tem ao vivo. E, apesar do som do Carioca Club estar muito ruim, ainda é um lugar tranquilo para chegar, sair, beber, ir ao banheiro.

Observando os fãs, Murilo comentou: "É um povo bem nerd." Ao que tive de responder: "Góticos são apenas nerds vestidos de preto."

Setlist:

Buried Alive By Love
Poison Girl
The Kiss of Dawn
Pretending
Killing Loneliness
Your Sweet Six Six Six
Join Me in Death
Bleed Well
In Joy and Sorrow
The Sacrament
Rip Out the Wings of a Butterfly
Wicked Game
Heartache Every Moment
Right Here in My Arms
The Funeral of Hearts
Razorblade Kiss
Soul on Fire
When Love and Death Embrace
Rebel Yell


ESTRADA

Não sei porque colocaram só meu sobrenome, mas achei chique.  Finalmente o ano está começando para mim. Já voltei para São Paulo e sem...