07/04/2010

COM AMOR A SANGUE FRIO

Like the planes and the trains and the lives when we were young, he's gone, and it feels like the words to a song...



Sempre gostei do frio. Mas desde que ganhei um iguana, há quase cinco anos, tenho sentimentos contraditórios com a chegada do inverno. Fico preocupado com o Araki, se preciso abrigá-lo melhor, se a pedra aquecida dá conta, se meu prazer será seu sofrimento...

Com a frente fria chegando aqui em Santa Catarina, voltei a ter esses receios de forma instintiva. Araki não está mais comigo.



Algumas pessoas me perguntaram o que foi feito do meu iguana. Não o trouxe para Florianópolis. Primeiro a casa é muito aberta, ele fugiria. Ou então seria pego por uma coruja (isso é sério! Tem mais coruja aqui do que pomba no baixo-augusta). Depois porque a senhorinha que mora embaixo teria um infarte. E eu morando meio aqui, meio lá, pulando acolá, não teria como cuidar dele. Em São Paulo Antônia cuidava dele quando eu viajava...

Mas ele foi para a casa de um rapazinho lindo.


(Não! Não estou falando de Jesus!)

Então aproveito o post para fazer o que há muito em planejava: dar dicas de como criar um iguana. Serve para esse rapazinho, serve para você – pense bem se você quer essa responsabilidade...

He's not dead, just ran away to someonelse's bed...


- Iguana é um (substantivo masculino, ok?) animal da fauna brasileira, da região amazônica, que não está especificamente ameaçado de extinção. Mas como todo animal silvestre, não pode ser criado em cativeiro, a não ser que seja comprado com autorização do Ibama.

- Aparentemente, existe apenas UM criador legalizado de iguanas no Brasil, que vende para alguns pet-shops de animais exóticos (como a Biomania, na Pedroso de Moraes, 281, SP). Lá você pode comprar iguanas legalizados, registrados no Ibama com chip, por volta de 800 reais.

- Ele pode chegar até a 2 metros (com o rabo, quando adulto), então você precisará de um espaço considerável para ele. Um aquário nem pensar. Uma gaiola também não dá. Você pode deixar numa área externa ou criar um terrário, mas veja as dicas a seguir. Deixar solto não é recomendado.

- Ele não sobe pelas paredes como lagartixa, mas escala com as garras. Então ele pode pular o muro se tiver madeira ou algo por perto em que ele possa fincar. É bom, inclusive, que ele tenha o que escalar, troncos para subir, mas não a ponto de fugir.

- Ele precisa de sol, não apenas do calor, mas dos raios UVA/UVB para absorver os nutrientes da comida. Então ele precisa tomar sol DIRETAMENTE (não pode ser só a luz e não pode ser filtrado por vidro algum). Ele vai procurar instintivamente os raios de sol, se estiver num ambiente aberto. Se ele estiver num ambiente fechado, você pode comprar lâmpadas específicas para répteis, que emitem esses raios e devem iluminar o ambiente dele O DIA INTEIRO (durante as horas de sol; você pode desligar no final da tarde). Se ele estiver diariamente num ambiente aberto, não há problema com os dias nublados, porque os dias de sol compensam (a não ser que você more em Londres).

- O calor também é importante. É um animal amazônico, então pode morrer se ficar muito frio. É bom que haja lâmpadas de aquecimento, ou pedras aquecidas para répteis. Cuidado para ele não ter acesso direto a alguns tipos de aquecimento, porque ele pode se queimar sem querer. Eles são meio burrinhos...

- Ele também precisa de uma boa umidade. Em lugares e épocas de seca, uma tigela grande de água colocada todo dia pode dar conta. Dispense o mé.

- Comida. Essa é fácil: verdura. Apena isso: vegetais. Couve, escarola, mostarda, agrião, rúcula, picadinhas e misturadas. Pelo menos duas ou três dessas por dia. Alface dizem que não serve pra nada. Frutas (não-ácidas) pode dar, em menor quantidade; eles costumam gostar de frutas com cheiro e cor forte, como mamão, goiaba, banana. Para uma dose extra de proteína: tofu de vez em quando. Insetos: nunca. Muitos discutem isso, mas os especialistas dizem que não se deve dar nenhum tipo de proteína animal (e que a proteína animal só é dada quando se deseja que o iguana cresça rapidamente em pouco tempo – como quando se cria iguana para CONSUMO ALIMENTÍCIO.)

- Nunca comi iguana. Mas comeria. Meus gostos culinários não conflitam com meus gostos afetivos. Eu até comeria VOCÊ, se você fosse limpinho.


- A comida deve ser dada e trocada todos os dias, uma vez por dia, durante o período da manhã. Quando escurece ele não come mais.

- Aliás, o iguana é um animal diurno. Quando escurece, ele dorme, e dorme bem.

- Deixe também uma tigela de água para beber (que pode ser a mesma para manter a umidade), mas eles não bebem muita água.

- O iguana é um animal selvagem, não domesticado. Pode ser mais tranquilo ou mais arisco (como o Araki, que era the dog chewing on a mango), mas não espere que ele venha quando chamado, que aprenda a fazer truques ou trazer o jornal (eu só consegui ensinar o Araki a assobiar Cachito Mio). O temperamento dele também pode variar, e ele pode dar rabadas, unhadas e até morder.

- A rabada de um iguana é o método primário de defesa, e pode ser bem dolorida, como um chicote. Cuidado com o rosto.

- Ele pode arranhar mesmo sem querer, porque a forma dele se locomover é fincando as unhas. Então ele pode desfiar sua roupa ou furar seu braço escalando sobre você.

- Deixar ele solto pela casa não é recomendado porque ele pode se esconder facilmente em frestas, atrás de armários, e você vai ter dificuldade de encontrar. Outros animais domésticos como gatos e cachorros podem matar seu iguana.

- Ah, é difícil dizer se seu iguana é macho ou fêmea. Há alguns indicativos, mas você aprende com experiência (... tá, sem gracinha), ou um veterinário.

- Iguana não precisa de vacinas, mas, como todos animais de sangue frio, pode transmitir salmonela. Lave bem as mãos depois de mexer com ele.

- Eles vivem mais ou menos como um cachorro: dez, doze anos, podendo chegar até uns vinte (não, não são como tartarugas).

- Eles se comunicam com o dono? Sim, cada iguana tem sua interação. O Araki, por exemplo, me acordava raspando a pata na porta, para eu abrir e ele andar pela casa (ele andava por uma hora, depois eu trancava ele de novo na área de serviço). Ele também pode parar de comer se o dono fica longe muito tempo. Mas eles não emitem som algum.

- O que mais? Pesquise, leia, pense bem antes de levar um iguana para casa. Eu fiquei meses fazendo isso (mesmo querendo ter um iguana desde a infância). Depois de montar o ambiente para ele, não dá trabalho algum, e gera pouca despesa mensal, mas não serve para pessoas carentes que querem um bichinho pra apertar.

COMEMORAÇÕES

Fim de semana em Maresias.  A neve enfim chegou. Semana mais fria do ano no Brasil coincidiu com a publicação de meu nono livro, Nev...