08/06/2005

O EFEITO THOMAS SCHIMIDT

Ai, fui fazer a barba hoje e encontrei dos aparelhos de barbear na minha pia. Um deve ser do Thomas...
E final de semana passado saiu uma bela entrevista que Carlos Herculano, do jornal Estado de Minas fez comigo. Vai aí a última pergunta (e resposta):

EM: Como Santiago Nazarian vê a literatura?. É puro entretenimento, ou ela pode mudar alguma coisa?. Você escreve para que?

Literatura é uma paixão para mim. É uma forma de eu me sentir mais forte e menos só. Por isso escrevo e por isso continuarei escrevendo, mesmo que arranquem minhas duas mãos. Acho que, hoje em dia, ela não tem muito poder de mudar o mundo. Mas já mudou minha vida, e isso é o bastante. Agora devo ser fiel a ela e, quem sabe, aos poucos não vou mudando a vida de outras pessoas?

Hoje não tenho nada pra dar, volte amanhã.

VIVA LA RESISTENCIA

Do alto de Medellin.  Voltando da Colômbia, após cinco dias em Medellin, numa daquelas viagens mais proveitosas do que divertidas. Via...