07/07/2006

EM CACHORRO QUENTE NÃO SE OLHA OS DENTES

Ainda não será este ano que voltarei para Parati. Participei oficialmente da primeira Flip, em 2003, depois nunca mais. Sem ser autor convidado não tem tanta graça, nem para mim e nem para a editora, por isso mesmo decidimos já há alguns meses lançar o livro novo só em setembro.

Meu nome até chegou a aparecer na programação paralela, mas é alarme falto. Eu não vou, não vou de jeito nenhum. É capaz até que no mesmo período eu esteja em Porto Alegre, fazendo uma mostra de cinema.

Aliás, está fraco de eventos literários para o segundo semestre, hein? Até agora, confirmado mesmo, só o lançamento em São Paulo. Aquela coisa, não compensa eu fazer lançamento em lugar onde não conheço muita gente, é preciso aliar a um evento. Se souberem de alguma coisa, me avisem. Eu devo viajar bastante até - Porto Alegre, Curitiba, Salvador - para fazer outros trabalhinhos. Mas a "Mastigando Tour" está em aberto...

Agora estou em mais uma madrugada. Acabei de assistir outro filminho de terror que tenho de traduzir, estou escrevendo um artigo sobre "noite paulistana" e tenho de fechar uma resenha literária (inclusive de um autor que vem para a Flip). Trabalho ultimamente é o que não falta.

E, se tudo der certo, nas próximas semanas mudo de casa. Um apartamento lindo com vista para o cemitério! Sim, sim, torçam, torçam, minhas madrugadas serão muito mais assombradas.

Ai, post chato, nem imagem tem...

LEVE NEVE

Com minha herdeira, a Trevosinha Valentina.  Lançamento ontem em São Paulo. São Paulo é o que conta - é minha casa, minha base, daqui...