29/10/2008

MAIS UMA MORDIDA



Montage, a dupla brasileira de elektro-punk, está gravando seu segundo cd. Eu colaboro com a letra de uma das faixas, chamada... MASTIGANDO HUMANOS.


Na verdade, tinha dado a letra pro (vocalista) Daniel (Peixoto - pra quem não sabe, o moço mais andrógino aí de cima) uma madrugada e tinha me esquecido. Esses dias começaram a ecoar posts por aí falando da música. Então vi que a coisa tinha rolado mesmo, e eles até já estão tocando nos shows.


Eu ainda não ouvi, mas minha letra é essa:


Engolindo o underground
de Artur Alvim a Ana Rosa
se a morte é inevitável
que então seja saborosa

Lipídios, glicídios, suicídios na minha janta
Mendigos, meninos, benvindos à garganta.

Mastigando Humanos
Mastigando, hermanos
Mastigando, manos
Mastigando

Se o crime é arriscado,
mesmo pra forrar despensa
Abra a boca e feche os olhos
no fim, o creme compensa

Já dizia titio Freud,
tudo é sexo, tudo é oral
Para um réptil como eu
rastejar não é tão mal

Lipídios, glicídios, suicídios na lancheira
Carpaccio, cachaça, canudos na carreira.

Mastigando Humanos
Mastigando, hermanos
Mastigando, manos
Mastigando



Montage é uma loucura. Lembro da primeira vez que os vi ao vivo, no extinto Atari. Me lembrou Andi Sex Gang, e Alien Sex Fiend, e várias outras coisas elektro-goth, elektro punk, mas com uma pitada de macumba brasileira, com uma atualização gigolô, sabe como é? Com Daniel Peixoto se esfregando de cuequinha nas caixas de som. Tem de ver ao vivo para entender. A versão mais atual do punk rock.


Ficamos amigos, fizemos fotos juntos, moramos na mesma rua. Daí surgiu essa pequena parceria. Acho que meu jacaré está na boca certa.

(Daniel e eu, em ensaio pra revista Júnior, ano passado)

Não é exatamente a primeira letra que eu faço. Além das bandas da adolescência, criei vários jingles quando eu morava em Porto Alegre - pra Telefônica Celular, Zero Hora, Leite Elegê- mas jingle conta?



Agora estou devendo (há meses, na verdade) uma letra pro querido Dan Nakagawa.



(Confiram a insanidade do Montage no: www.myspace.com/montagebr)

UM ANO TREVOSO

Saindo do poço... Não foi fácil para ninguém, não se engane. Não foi fácil para mim. Estava revendo há pouco minhas retrospectivas de a...