20/12/2010

A VIDA AMOROSA DOS MONSTROS


Apesar de dizerem que o centro da Lagoa está completamente poluído, nas margens ainda avisto pinguins, siris, mergulhões e muitos peixes, através de uma água transparente. Dia desses vi um casal de lontras. Foram seguindo do meu lado por toda a Avenida das Rendeiras.

E dia desses vi essa mensagem sendo escrita - "I Love You Dani" -; o homem jogava pedras à distância, da beirada, mirando, calculando e formando com elas as letras e o coração. Técnica interessante, ecológica e inofensiva.

Vi a mensagem, o coração se formando, e isso está lá ainda hoje. Imagino o sorriso que forma no rosto, não só de tal Dani, mas de quem vê a mensagem e pensa qual é a história por trás, como a mensagem foi feita; visualiza o apaixonado (ou apaixonada) que a escreveu como sua própria encarnação do amor romântico.

Mas não foi isso que eu pude ver. E pude entender que,como a religiosidade, o amor só pode ser encontrado com fé e abstração.

É preciso fechar os olhos para encontrar.

Porque só eu via, seguia sozinho. E não havia beleza que pudesse me fazer acreditar. Quem escrevia a mensagem era um gordo careca de sunga, com pelos nas costas. E as gaivotas me diziam que o amor era mais uma farsa.

COMEMORAÇÕES

Fim de semana em Maresias.  A neve enfim chegou. Semana mais fria do ano no Brasil coincidiu com a publicação de meu nono livro, Nev...