10/02/2016

GAIA



A nova moradora daqui de casa. 


Seis meses depois da morte da Asdinha, arrumamos um novo coelho. Eu queria há um tempo, e estava só esperando passar minha viagem para a Armênia e o final de ano. Como ouvi tanto as campanhas desestimulando o comércio de animais, incentivando a adoção, fiquei de olho em quem teria um filhote saudável para doar. Semana passada recebi o contato de uma menina que estava com uma ninhada, e trouxe esse filhotinho para casa. 



Batizei de Gaia, tirei do sobrenome da menina que me doou. Como ainda não tem três meses de idade, ainda não sabemos o sexo. Eu preferiria uma fêmea e por enquanto estou tratando assim. Mas também pode ser "O" Gaia, que tá beleza. 

Por enquanto tem um temperamento bem diferente da Asda, que já chegou aqui em casa lambendo a gente, subindo no colo. Nos primeiros dias, Gaia ficou bem arredia, com medo, agora já está se acostumando. Já subiu no colo e pediu carinho, mas em vez de dar lambidas ela dá mordidas na minha mão, quando eu paro de fazer carinho. E já conseguiu entrar atrás do meu PC e roer o cabo do modem.

Coloquei a bandeja de higiene dela na área de serviço, onde fica água e comida, e até agora, em uma semana que ela está aqui, não fez cocô e xixi NENHUMA vez fora do lugar. Sei que isso pode mudar quando o coelho atinge a maturidade sexual. Asda aprendeu bem a usar a bandeja também, mas vez ou outra insistia num xixi no sofá.

No geral ela fica tranquila, mais na dela, menos carente. Vamos ver conforme ela for crescendo, se acostumando com a gente, a gente se acostumando com ela...

Para quem pensa em ter um coelho, dá uma espiada num post antigo que eu fiz. Acho que eu não mudaria muita coisa.
http://www.santiagonazarian.blogspot.com.br/2015/03/atualizando-coelha.html

Já conquistou o Murilo. 




UM ANO TREVOSO

Saindo do poço... Não foi fácil para ninguém, não se engane. Não foi fácil para mim. Estava revendo há pouco minhas retrospectivas de a...