13/11/2008

NÃO COMPRE CARRO ESTE FINAL DE SEMANA!!!

Espere até junho, e gaste tudo em literatura.

Novidades: Depois de idas e vindas, esperas e desesperos sobre meu livro novo, acabo de assinar novo contrato com a RECORD.

Há tempos que já trabalhava com eles, fazendo traduções e pareceres, e conversávamos sobre a publicação de um livro desde "Mastigando Humanos".

"O Prédio, o Tédio e o Menino Cego", meu quinto romance, que já deveria ter saido este ano, por outra editora, agora está de casa nova, muito bem instalado e com lançamento previsto para JUNHO DE 2009.

Vai, não é tanto tempo, eu aguento, aguente também...

Fico bem feliz com essa nova parceria, com uma editora bacana, grande, que tem lançado grandes nomes de todos os tempos, e grande parte dos talentos atuais da literatura brasileira. Fora que o pessoal de lá é bem querido.

Agora sai!

Sete meninos moram num prédio de frente para o mar, um prédio inclinado, prestes a desabar, assim como suas vidas, na dura passagem para a adolescência. Os pais estão sempre longe. A escola está sempre em greve. O ócio e o tédio começam a propor perigosas possibilidades de mudança. Quando uma jovem professora se muda para a vizinhança, os meninos têm de enfrentar suas próprias masculinidades, descobrindo que, para nascer o homem, muitas vezes é preciso matar o menino. Em seu quinto romance, Santiago Nazarian aborda juventude e maturidade como dois sintomas da mesma doença. Assassinato, prostituição, inseticida e cocaína são os medicamentos, ainda que contra-indicados, numa narrativa de lirismo, sadismo e humor corrosivo. “O Prédio, o Tédio e o Menino Cego” é um livro de descobertas nefastas. É literatura que quebra vidraças, destrói famílias e desperta zumbis.

DIA DA CRIANÇA

Feriado de Dia das Crianças - embora alguns insistam que é dia da Nossa Senhora Aparecida, como se o Brasil não fosse um país laico... V...