14/06/2009

MOMENTO IVANA


Almocinho campestre, este final de semana.

Seguindo a linha de aventuras gastronômicas que me apetecem sempre no blog da Ivana (http://doidivana.wordpress.com/), registro aqui o banquete do Dia dos Namorados, neste final de semana.



Que bicho é esse...


O prato principal foi o que parece ser, e não tem como dar o truque. JACARÉ! (nesta foto, cru). Já tinha comido bastante, na época do "Mastigando Humanos" (os queridos Marcos e Pazetto até me deram um coquetel de carne de jacaré na noite de autógrafos), mas nunca tinha preparado eu mesmo. Então resolvi aproveitar a data festiva.


Em São Paulo se acha facilmente (apenas) no Mercado Municipal. E não é barato. Comprei um jacaré inteiro (como vocês podem ver) de quase três quilos (com osso) e deu pouco mais de 80 reais. Preparei com laranja, ameixas, cebola e sal. Só. No forno.




Enquanto assava, preparei drinques de Arak (porque nós somos armênios) com laranja.




Cheers!


Foooooooooorte.


Aperitivos.



Prato pronto.


O gosto do jacaré é bem próximo do frango, com um leve toque de crustáceo (talvez lagosta). É leve e bem gostoso. Mas um jacaré com osso não tem tanta carne não...



Se bem que comemos feito animais...


Toca o sino pra avisar que o almoço está servido.


Dona Elisa vem correndo (nem cozinhou, só se afundou no Arak...)



Jurema. Tomé tá deprê.



No final, só resta um fóssil.



Jananinas comeu até fazer bico.




Santiago, encolhe a barriga!


Só se resta jogar no sofá...



...à luz da lareira.


De Dia dos Namorados - porque nós valorizamos essas datas comerciais - além do almoço dei uma bermuda da Ellus e um livro do Terry (Richardson). Ganhei um livro de serpentes, uma biografia do Gaiman e guloseimas sortidas.


Ps - Aproveitando o "Momento Ivana", aviso que ela - Ivana Arruda Leite - está lançando seu primeiro romance, "Hotel Novo Mundo" na semana que vem, dia 23, na Livraria da Vila da Fradique.

REVEILLON DE MIM MESMO

40, hoje.  Não é o fim do mundo, mas é o começo. Hoje faço 40, e não me sinto nada jovem. Acho meio risível. Esse povo de...