04/05/2011

O INFERNO É VOCÊ!


Lançamento semana que vem, Livaria da Vila da Alameda Lorena, 1731.



Ainda falta pouco mais de uma semana, mas eu vou martelar e martelar aqui para você não esquecer, porque o que não falta é bangolé me perguntando "que dia é mesmo" ou já dizendo "desculpe, perdi seu lançamento." É dia 12, quinta da próxima semana.

E será meu aniversário também, exatamente no dia. É uma forma de fazer pressão - para você não faltar a dois eventos meus de uma vez só - comemorar, já que eu nunca faço nada no aniversário e... de repente ganhar uns presentes a mais?

Lançando livro novo, tentando comprar um apartamento, correndo com as traduções e planejando mais uma grande viagem ao fim do mundo nem dá para sentir direito o inferno astral. É um inferno só. Uma ansiedade generalizada. Mas não vou me deixar estressar, não vou me deixar estressar...

Os livros mesmo só chegaram na minha casa ontem. Foi aquilo: a editora mandou há quinze dias uma caixa de livros errados - "Como criar dois filhos sem perder o humor e lucidez", ou algo assim. Pegadinha do Malandro. Liguei pra editora e ela riu horrores da minha cara. PORNOFANTASMA já havia sido distribuído para as livrarias, os leitores estavam comprando, mas eu ainda não tinha recebido os meus. Comprei um antes, só para ver, só para ter. Agora chegaram... E não quero dar pra ninguém.

Já dei algumas entrevistas sobre o livro, um programa de TV sobre literatura da Rede Minas, o jornal o Estado de Minas, a revista Criativa... Mas não tenho muito o que dizer. Ou melhor, não tenho mais muito saco para isso. É frustrante perceber que é mais fácil jornalista pedir entrevista do que LER o livro, dar resenha. Em entrevista eles só fazem as perguntas básicas e você já entrega o texto-resposta pronto para ser publicado. Fácil. Mas me interessa muito mais saber as impressões de fora do que eu ficar falando do livro. O que tenho pra dizer está lá, em ficção. Ao explicar só vou falar merda...



(Mas se você se interessa por minhas merdas: http://www.divirta-se.uai.com.br/html/sessao_7/2011/04/17/ficha_agitos/id_sessao=7&id_noticia=37549/ficha_agitos.shtml

Fora o lançamento de SP, você me pergunta, eu não sei. Não vai ter muita coisa não. Já marquei um bate-papo com Ana Paula Maia em Belo Horizonte, em junho (tudo acontecendo antes em Minas, desta vez) e por enquanto só. Depende dos convites; estou querendo mesmo é que o livro tenha sua carreira independente de mim, porque eu sempre me esforço tanto e acabo percebendo que não faz muita diferença, é energia em vão. O livro está lindamente escrito. Está lindo. Agora estou querendo mais é viajar, ler, trabalhar, viver e manter o tanquinho em dia. Você que faça o favor de comprar, ler, divulgar, repercutir. Isso quem faz é você. Isso é trabalho do leitor. Meus livros não precisam de mim.




PRÓXIMOS, PÓS E PARALELOS

Já à venda. Saiu esta semana o Perdidas - Histórias para Crianças que Não tem Vez - uma antologia de contos e poemas de grandes autore...